PLANTAR

Plantar Global

Produtores sofrem com prejuízos provocados pela lama em Mariana

Produtores sofrem com prejuízos provocados pela lama em Mariana.

A tragédia de Mariana tomou a proporção de uma das maiores catástrofes ambientais do Brasil. Além de devastar distritos inteiros, também provocou prejuízos aos produtores rurais de Minas Gerais e está levando apreensão ao Espírito Santo.

A lama destruiu mais de mil pés de pimenta biquinho da associação do distrito Bento Rodrigues.

Cerca de 2.700 hectares foram atingidos em Minas Gerais, segundo a Secretaria de Estado da Agricultura. Mais de 200 propriedades rurais foram afetadas no estado. Ainda não dá para calcular o prejuízo.

A lama desceu das encostas e percorreu cerca de 500 quilômetros em Minas Gerais até chegar ao Espírito Santo, em direção ao mar.

A água barrenta chegou silenciosa em Aimorés, divisa de Minas Gerais com Espírito Santo. Os sedimentos se deslocaram por debaixo do lago, sem sujar a lâmina d’água da barragem do município. Por volta das 8 horas da manhã da última segunda-feira (16/11/2015), as comportas do vertedouro passaram a jorrar o barro que tingiu o rio Doce dali para baixo.

A cena foi registrada pelo celular do seu Ideraldo Luiz de Souza, o administrador de uma fazenda com sete mil cabeças de gado, que dependem exclusivamente da água do rio Doce.

Deixe uma resposta

PLANTAR GLOBAL Bem-vindo